Para abrir as Postagens é só clicar. nos Temas

domingo, outubro 05, 2014

ECUMENISMO CRISTÃO AUTÊNTICO

Quando olhamos para o quadro mundial no contexto político, podemos observar que nada está sendo feito, em relação à justiça e a paz, dentre os pobres marginalizados e excluídos.
Também nada se pode observar no contexto eclesiástico. As super poderosas instituições eclesiais, nada estão fazendo com relação às mesmas pessoas. Que igreja é essa? Exclusivista, isolada em si.
A única proposta no momento que seria viável ao contingente desfavorecido, é o CMI. Haja visto seu esforço para unir o que já devia ser unido em Cristo, a Igreja como um todo, não partes do Corpo.
Em Genebra uma comissão tratou sobre a ética para a vida e as alternativas para a globalização.  Com o intuito de promover a justiça, a paz e a integridade da criação de maneira que todos possam alcançar a “plenitude da vida”
Para que o CMI tenha êxito precisamos derrubar as barreias interdenominacionais, para que o processo ecumênico atinja seu glorioso objetivo mundial. Integração de todos os povos num só propósito e na unidade sem distinção de credos ou raças. Uma ecumene universal seria viável.
Porque estou dando esse meu parecer, devido à atitude do CMI, voltar-se para os palestinos e israelitas, no intuito de levar a paz e o amor cristão e para outras confecionalidades.
Também a sua preocupação com o Continente Africano é muito oportuno para acelerar os ânimos dos que são contrários a pobreza e a miséria sem Cristo. Nesse quase um ano de integração, vejo-me integrado nos mesmos ideais metodistas bem como de todas as confecionalidades que preserva e dinamiza o nome e o poder transformador de Cristo numa visão universal. Ecumene para integração, cristã, política e sobre tudo a ética dos valores primordiais dum cidadão de dupla cidadania. Ecumenismo entre Céus e Terra. Os que muitos não fazem a Igreja têm o poder de Cristo para atingirmos nosso objetivo. O CMI pode ser esse veículo e porta voz de todas confecionalidades.
O CMI (Conselho Mundial de Igrejas), luta contra a fragmentação do Corpo de Cristo, o que é verdade. Ecumenismo de certa forma sem deturpar as consciências religiosas, ou seja, cristãos voltados para sua fé de regra e prática, que é as Escrituras Sagradas. Uma proposta de unificação numa só fé e num só Senhor, conforme diz as Escrituras.
As igrejas cristãs nas suas individualizações não têm contribuído muito para propagação de evangelho, porque os ideais não se compatibilizam no mesmo propósito, havendo outros interesses por fora.
Para se ter uma ideia, o arrebatamento da igreja acontecerá às igrejas que confessa e pratica as sãs Escrituras, sem distinção, lógico que no dia final haverá outras confecionalidades, que não cabe nenhum julgamento precipitado, porque não é esse o nosso propósito agora.
As megas igrejas, os grandes blocos do Cristianismo desestruturado de conceitos lógicos e éticos faz dessa liderança omissa na responsabilidade da unanimidade cristã.
Por enquanto, parece-nos uma utopia, mas o meio mais viável é a unanimidade do Corpo para que outros interesses sejam dispensados, para o brilho de Cristo servir de bússola para o encontro de todos os homens convertidos nele num mesmo propósito.


 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...