Para abrir as Postagens é só clicar. nos Temas

segunda-feira, agosto 31, 2015

O HOMEM E A FONTE

Certo homem, andando pela floresta, deparou-se com um urso. Assustado pôs-se a correr e acabou caindo num desfiladeiro. Durante a queda agarrou-se em umas raízes, as quais detiveram sua queda livre.
Pendurado ali, seguro pelas raízes, ele percebe que não está numa altura considerável, com um salto, ele conseguiria pisar em solo firme. Neste raciocínio ele vê que suas expectativas são frustradas, pois ali, bem abaixo, aparecem três leões rugindo e pulando em sua direção tentando devorá-lo. Vendo a situação em que se encontrava. “Um urso feroz acima da sua cabeça e três leões, rosnando aos seus pés. Observando que não havia saída para se desvencilhar daquela situação de morte eminente, o desespero o tranca em seu castelo e aquele homem, caiu em grande aflição”.
Seus braços começam a doer, suas mãos começam se ferir, o pavor invadiu sua alma, a dúvida, angustia e tudo mais de pessimismo, levaram aquele homem a um grande conflito. “Não tem saída para nenhum lado, vou morrer”.
De repente, olhou para o lado e vê uma fonte jorrando água límpida dentre aquelas raízes, nesse momento percebeu que estava com sede. Pensou que o desespero naquela situação que se encontrava, não seria solução para seu problema. Então resolveu estender uma das mãos, para tomar daquela água, que estava ao seu alcance.
Ao tomar daquela água, ele sentiu suas forças revigoradas. Seu raciocínio tornou-se mais claro e pode desenvolver a paciência e abandonar o desespero.
Agora tranquilo e revigorado, sabia que logo o urso ia se cansar e iria embora, dessa maneira ele poderia escalar o desfiladeiro escapando dos leões. Não demorou muito o urso foi-se embora e ele pode subir e sair em segurança daquele desfiladeiro.
Moral da História
Quantos momentos em nossas vidas nos deparamos com ursos e leões rugindo ao nosso de redor. Quantos momentos, estamos pendurados em desfiladeiros, acreditando que o fim chegou e que não vamos conseguir sair, acreditando que não há saídas para nossas vidas.
Quantas vezes, nossa alma sedenta busca refrigério em concupiscências, que apenas irão aumentar o bramido do urso e dos leões.
Mas mesmo no desfiladeiro, jorra uma fonte de água límpida e refrescante.
Esta Fonte é Jesus, Fonte de vida e satisfação, que só podemos encontrar nele.
No desfiladeiro da alma cheia de paixões carnais, ignorante, decadente e sem Deus, chega Jesus para saciar a sede das nossas almas e restaurar nossas vidas. Essa Fonte de vida está aberta para eliminar a sede daqueles que se chega a Deus. Ao bebermos dessa Fonte, os leões e o urso, não terão forças para nos levar a morte.

Maria Célia Alves Forte. (Aluna do Curso Médio em Teologia).

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...