Para abrir as Postagens é só clicar. nos Temas

quinta-feira, fevereiro 18, 2016

Metodologia Científica - Construção do Projeto de Pesquisa

Muitos acadêmicos não pensam no que está pela frente, quanto as atividades. Entre tantos trabalhos durante o curso, chega a causar até certo desânimo, mas é necessário passar por tudo isto, porque o futuro será compensador. Tudo bem, vamos ao que nos interessa. Trabalho Científico (TCC, Dissertação, Tese), este dá um pouco mais de trabalho, a começar pelo Projeto de Pesquisa. Aqui está um modelo que lhe será útil, mas existem muitas Academias que divergem um pouco na sua estrutura, quanto a pesquisa. Este está de acordo com a ABNT. É um trabalho sucinto, se porventura você quiser alguma dica, pode contar comigo. Pode fazer perguntas a vontade, se tiver ema alguma dúvida, desde que esteja ao meu alcance. 
Meu E-mail é: prof.mestreexpedito@gmail.com
Bem vamos ao nosso assunto.
Tema.
O Tema define o assunto a ser tratado. Pode equivaler ou não ao título do projeto ou da pesquisa, deve ter um significado preciso. Você deverá responder a pergunta: “o que pretendo abordar”? O Tema dever partir preferencialmente da realidade circundante (que circula) a vida do pesquisador, como por exemplo: de seu contexto social, profissional, eclesiástico e cultural, porém, tem outras fontes de pesquisas que podem fugir a esta regra. Por exemplo: Uma pesquisa sobre os buracos na Lua.
Formulação do problema.
Sem problema não há pesquisa, mas, para formular um problema para pesquisa, urge fazer algumas considerações pertinentes no sentido de evitar equívocos. O pesquisador deverá refletir se realmente vale a pena tentar encontrar solução para o problema a ser pesquisado.
Em primeiro lugar é preciso fazer uma distinção entre o problema de pesquisa e os problemas do acadêmico. O desconhecimento, a desinformação, a dúvida do pesquisador em relação a um assunto e/ou tema não constitui um problema de pesquisa. Essas lacunas podem ser resolvidas com leituras seletivas e aprofundadas sobre o tema escolhido, dispensando, portanto, um projeto de pesquisa.
Em segundo lugar, não confundir tema com problema. O tema é o assunto geral que é abordado na pesquisa e tem caráter amplo. O problema focaliza o assunto (Tema).
Hipótese(s).
Entende-se como uma declaração que antecipa a relação entre duas ou mais variáveis. Problema, pesquisa e hipóteses estão intimamente ligados. A hipótese é uma resposta antecipada do pesquisador, que a deduziu da revisão bibliográfica. Nos estudos quantitativos pode ser colocada à prova para determinar sua validade. A hipótese conduz a uma verificação empírica e torna-se importante para que a pesquisa apresente resultados úteis. A formulação de hipóteses deriva necessariamente do problema de pesquisa. As hipóteses são possíveis respostas ao problema da pesquisa e orientam as busca de outras informações.
A hipótese pode também ser entendida como as relações entre duas ou mais variáveis, e é preciso que pelo menos uma delas já tenha sido fruto de conhecimento científico. Isto é se o tema não for inédito. E o que são variáveis? São características observáveis do fenômeno a ser estudado e existem em todos os tipos de pesquisa.
Tal como o problema, a formulação de hipóteses prioriza a clareza e a distinção.
“É preciso não confundir hipótese com pressuposto, com evidência prévia. Hipótese é o que se pretende demonstrar e não o que já se tem demonstrado evidente, desde o ponto de partida. [...] nesses casos não há mais nada a demonstrar, e não se chegará a nenhuma conquista e o conhecimento não avança”. (SEVERINO, 2000, p. 161).
A pesquisa pode confirmar ou refutar a(s) hipótese(s) levantada(s). Hipóteses não são perguntas, mas sim afirmações.
Obs: Alguns autores utilizam a expressão “questões de pesquisa” ou “questões norteadoras” em vez de hipóteses.
Justificativa.
Nesta etapa você irá refletir sobre “o porquê” da realização da pesquisa procurando identificar as razões da preferência pelo tema escolhido e a sua importância em relação a outros temas. É a tentativa de explicação ou solução do problema enunciado, expressa na forma de sentença afirmativa. Deve também estar de acordo com o marco teórico definido. Trata-se de um ato criativo. Deve possuir clareza conceitual, referir-se a conceitos passíveis de verificação. Abordará além da relevância bibliográfica (científica) tendo por base o marco teórico da pesquisa, devendo, assim, demonstrar a relevância eclesiástica, social, cultural, econômica e jurídica se houver.
A justificativa da investigação acontece por meio de uma revisão bibliográfica, em que se faz referência o estudo e a pesquisa já realizados ou correlacionados sobre o assunto em questão. Caso haja contradição ou necessidade de reafirmar os resultados encontrados em outras investigações, tais contraposições doutrinárias devem ser ressaltadas na justificativa. A justificativa deverá convencer quem for ler o projeto, com relação à importância e à relevância da pesquisa proposta.
Delimitação da pesquisa.
Como é possível abranger em uma única pesquisa todo o conhecimento de uma área, deve-se fazer recortes a fim de focalizar o tema, ou seja, selecionar uma parte num todo.
O que delimitar? (fixar limites, demarcar, restringir).
ü  Área especifica do conhecimento.
ü  Espaço geográfico de abrangências da pesquisa.
ü  Período focalizado na pesquisa.
Relevância da pesquisa.
Deve ser evidenciada a contribuição do projeto para o conhecimento e para a sociedade, ou seja, em que sentido a execução de tal projeto irá subsidiar o conhecimento científico já existente de maneira geral ou específica, envolvendo a academia, a igreja e a sociedade, com um trabalho consistente, frutífero, úteis e aplicáveis nestas camadas sociais.

Objetivo(s).
São as metas a serem alcançadas com a realização do trabalho. São construídos por meio de verbos no infinitivo, como exemplo: demonstrar, identificar, observar, analisar, comparar...
Os objetivos podem ser definidos como determinação de etapas a serem cumpridas para se atingir uma meta. Estas podem ser colocadas em diferentes posições alternativas que se completam e produzem uma sequência lógica no decorrer do trabalho de pesquisa a ser executado. Os objetivos informarão para que você está propondo a pesquisa, isto é, quais os resultados que pretende alcançar ou qual a contribuição que a pesquisa irá efetivamente proporcionar.
      a)            Objetivo Geral
O objetivo geral relaciona-se diretamente ao problema. Ele esclarece e direciona o foco central da pesquisa de maneira ampla. Normalmente é redigido em uma frase, utilizando o verbo no infinitivo.
     b)            Objetivos Específicos
Os objetivos específicos definem os diferentes pontos a serem abordados, visando confirmar as hipóteses e concretizar o objetivo geral. Assim como o objetivo geral, os verbos devem ser utilizados no infinitivo.
Alguns dos verbos utilizados na redação dos objetivos costumam ser: Analisar, avaliar, compreender, constatar, demonstrar, descrever, elaborar, entender, estudar, examinar, explicar identificar, inferir, mensurar, verificar.
Revisão bibliográfica ou referencial teórico.
O texto deve conter os principais autores que comentam sobre o assunto abordado. Esta parte deve ser construída com citações diretas curtas, citações diretas longas e com citações indiretas, enfatizando a importância do trabalho a ser executado dentro da visão dos autores consultados. Insta salientar que, neste momento, é necessário apresentar o que há de mais significativo constante nas obras quanto à solução do problema para contribuir com a construção da pesquisa no momento de sua elaboração. Tal abordagem deve ser feita de forma sucinta e não se iniciar a pesquisa final a partir deste momento.
Revisão de literatura.
Nesta fase você deverá responder às seguintes questões: quem já escreveu e o que foi publicado sobre o assunto, salvo se ele for inédito, que aspectos já foram abordados, quais as lacunas (faltas) existentes na literatura. Pode objetivar determinar o “estado da arte”, ser uma revisão teórica, ser uma revisão empírica ou ainda ser uma revisão histórica.
A revisão de literatura é fundamental, porque fornecerá elementos para você evitar a duplicação de pesquisa sobre o mesmo enfoque do tema. Favorecerá a definição de contornos mais precisos do problema a ser estudado.
Obs: Como evitar trabalho duplicado.
Você precisa investigar todas as áreas possíveis como: Livros, sites, monografias, TCC, Dissertação, Teses, Trabalhos Acadêmicos. É preciso também ir as Bibliotecas e investigar tudo sobre seu Tema, lá existem Teses, Monografias, Dissertações, pesquisas entre outros trabalhos.
Depois de não encontrar nada semelhante a sua pesquisa. Por fim, você dirá: esta pesquisa constitui-se inédita, se porventura houver algo semelhante já publicado, a mesma será desconsiderada como inédita.
Metodologia.
Metodologia é o conjunto de métodos e técnicas utilizados para a realização de uma pesquisa. Existem duas abordagens de pesquisa, a qualitativa e a quantitativa. A primeira aborda o objeto de pesquisa sem a preocupação de medir ou qualificar os dados coletados, o que ocorre essencialmente na quantitativa. Porém é possível abordar o problema da pesquisa utilizando as duas formas.

Faz-se necessário, contudo, definir o que é método. Este pode ser compreendido como o caminho a ser seguido na pesquisa. Você precisará definir onde e como será realizada a pesquisa. Definirá o tipo de pesquisa, a população (universo da pesquisa), a amostragem, os instrumentos de coleta de dados e a forma como pretende tabular (dispor dados em forma colunar) e analisar seus dados. Universo da pesquisa é a totalidade de indivíduos que possuem as mesmas características definidas para um determinado estudo.               

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...