Para abrir as Postagens é só clicar. nos Temas

sábado, junho 03, 2017

COMO SER SER ACEITO PELO SEU CÔNJUGE

O problema sério de não ser aceito (a) pelo seu cônjuge.
Ser aceito (a) vai depender muito de nosso esforço, porque se não somos aceitos é porque não há amor. Mas porque só agora no casamento é que foi surgir este problema.O irmão Figueiredo trata de um assunto de suma importante, que às vezes passa despercebido por nós:
Uma das necessidades básicas do indivíduo é ser aceito, é ter seu valor especial. Após alguns anos de casado, ou meses, acontecem em muitos pares, as descobertas dos seus defeitos. Eu não conhecia você direito, você é tão diferente: Aí, vem à tentação de mudar o cônjuge. Esta tentativa inútil, o máximo que faz é, muitas vezes, lançar o outro nos braços estranhos.
Aceite – é uma graça que Deus nos deu!Quando uma pessoa não aceita a gente, fica difícil agradá-la! Ela fica distante. Quando não há aceitação, não há amor. Como é fácil achar defeitos nos outros: É um abismo sem fundo, um defeito puxa o outro...
Para quem aceita, até os defeitos se transformam em virtudes... Mas, o casamento fica forte, quando a demonstração de amor se torna puro amigo, compreensível, aí sim, somos de fato aceitos, e o amor se torna agradável e bom de viver. (FIGUEIREDO (s/d, p.22). Abra-se de verdade para seu cônjuge.
Somos muito fechados para o nosso cônjuge, mas às vezes nos abrimos mais para qualquer pessoa de nossa intimidade, de nossas confidências, o problema é que não vivemos a maior parte das nossas vidas com estas pessoas.Este é um dos problemas no casamento, juntos, mas ao mesmo tempo separados, por não se darem a conhecer o mínimo das suas intimidades ou do próprio trivial. Precisamos nos abrir mais e nos deixar ser conhecidos como de fato somos.
Em seu livro Purnell (1993, p.28,29) acrescentou o raciocínio de C.S. Lewis, que declarou: “Amar é tornar-se vulnerável”. Devemos deixar de permitir que o medo determine nossa comunicação em nossos relacionamentos.Todos querem ser amados, mas só podemos ser amados até o ponto em que permitimos que nosso “eu real” seja conhecido.
Muitos casais convivem anos e anos e se conhecem muito pouco, isto não é bom para se viver a dois. É lógico que vamos nos esconder de muitas coisas, ma não deveria ser assim. Infelizmente a maioria dos casais ainda não se descobriu, por causa de certas coisas que os mesmos escondem. 
Na realidade os casais não se deixam conhecer por causa desta negação da verdadeira personalidade, que deveria ser aberta, sem nada a esconder.
Seja ousado (a), seja você mesmo (a). 
O Major Britt Rosenbaum, M. D., professor associado de Psiquiatria Clínica do Montefiori Hospital and Medical Center, New York City, diz:
Você precisa simplesmente ousar ser você mesmo e mostrar seus sentimentos o máximo possível, apesar dos riscos envolvidos. Os relacionamentos quase sempre são prejudicados porque sentimentos julgados inacessíveis são escondidos: Não posso dizer isso a ele... poderia ser prejudicial à nossa relação”.“De fato, (quando a pessoa age assim) está protegendo os seus próprios sentimentos, e essa talvez não seja absolutamente a reação do seu parceiro”.Derrube os muros que barram a felicidade do seu casamento.
Existem alguns fatores negativos no convívio dos cônjuges. Sabemos que têm coisas vergonhosas que provavelmente praticamos. Não é exatamente sobre isso que estamos nos referindo, mas sim, naquilo que poderia melhorar nossos relacionamentos.Se de fato, nos conhecêssemos um pouquinho mais. 
Nossos relacionamentos conjugais seriam muito melhor. Se existe algum muro atrapalhando seu casamento é hora de derruba-lo, com a ajuda de Deus.Muros não podem e nem devem ser obstáculos ao nosso casamento.
O problema é: Se os cônjuges esconderam desde o namoro ao noivado e por fim, no casamento. Mas agora casados não suportarão por muito tempo, o peso da máscara da dupla personalidade.
É por isso, que surgem os divórcios, porque não se abriram uma para o outro, e agora não sabem como conviver neste emaranhado de falsas personalidades. Portanto, além dos defeitos. Temos ainda as nossas máscaras, uma para cada dia.
Exemplo: o casal brigou. Quais máscaras o casal devem usar para ir à igreja? Pode ser: A máscara do estou bem, do estamos bem... Só Deus sabe das nossas verdadeiras máscaras. Portanto, ninguém vai saber o que está por trás das nossas máscaras. Então o que eu faço? Evite precisar de mascarás. Liberte-se delas, mostre sua verdadeira face! 



Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...